sábado, 17 de dezembro de 2011

Homenagem a Harry Potter (;

Olá pessoal, 
Aqui esta o video em homenagem a melhor história de todas, que nunca esqueceremos, Harry Potter.

video

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Gringotes

Ao andar quase a metade do Beco Diagonal, perto de sua interseção com a Travessa do Tranco, se encontra uma imponente edificação de mármore branco: o Banco dos Bruxos Gringotes. O banco, que se destaca “sobre as lojas vizinhas", é um lugar onde bruxas e bruxos britânicos guardam seu dinheiro e outros bem valiosos, em cofres quilômetros abaixo da terra. Os cofres são fortemente guardados – como Hagrid diz, “só um louco tentaria roubar o banco”. O secular banco é administrado por duendes e apenas estes sabem sobre os segredos das serpenteantes passagens subterrâneas e sobre os encantamentos (e as criaturas!) do lugar para se defenderem contra os intrusos. Os duendes possuem um código que os proíbe de falar sobre os segredos do banco e considerariam “vil traição” quebrar qualquer parte do tal código.


Os cofres do Gringotes, em contraste com o magnífico mármore da entrada e do saguão principal, as passagens para os cofres são de pedras, iluminadas por archotes flamejantes.


Nas passagens, passam vagonetes controlados pelos duendes. Esses vagonetes levam os visitantes para baixo da superfície da terra, através de “um labirinto de passagens cheias de curvas” para os cofres. Os vagonetes apenas vão em uma velocidade – alta velocidade – o que fez Hagrid ficar enjoado e o que impede os ocupantes de dar uma boa olhada ao seu redor, e parece que correm em um vasto complexo de uma série de trilhos interligados que permitem o deslocamento entre quaisquer cofres.


Os cofres variam em tamanho e segurança. Os maiores e mais bem-protegidos cofres pertencem às famílias bruxas mais antigas e estão a uma profundidade maior. Os cofres mais pertos à superfície parecem ser menores e terem menos precauções de segurança os cercando – são abertos com chaves, por exemplo, ao contrário dos cofres maiores, que requerem o toque de um duende para ter acesso. Temos conhecimento de vários cofres:





O cofre dos Weasleys, que parece está mais perto da superfície do que o de Harry. Quando Harry visita o cofre, ele apenas contém uma pequena pilha de Sicles e apenas um Galeão, e a Sra. Weasley limpa o cofre completamente.



Cofre de Harry, que precisa de uma chave para entrar e parece estar em uma profundidade moderada – o vagonete demora um pouco até chegar nele, mas não tanto quanto demora para chegar no cofre 713, onde a Pedra Filosofal estava guardada.





O Cofre 713, que guardava a Pedra Filosofal quando Harry o visitou com Hagrid. Ele se encontra a uma grande profundidade e requer um duende para bater na porta com seu dedo para poder entrar.



Cofre 711, pertencente a Sirius Black, de onde ele tira dinheiro para pagar a Firebolt de Harry. O fato de ser tão próximo ao número 713 – junto com o fato de que os Blacks são, de fato, uma família bruxa muito antiga – sugere que é um cofre de alta-segurança. Ele contém uma quantia razoável de ouro.



O cofre dos Lestrange, com uma segurança ainda maior do que a do cofre 713 – um dragão guarda sua entrada e diferente de usar apenas um dedo, um duende precisa colocar a palma de sua mão inteira para abri-lo. O cofre é repleto de ouro, armaduras, peles e poções – e mais importante, é o esconderijo da Taça de Hufflepuff, que Harry rouba.



Travers possui um cofre que necessita de uma chave, já que está segurando uma enquanto corre em direção de Hermione.




Segurança,Desde o momento em que conhece um pouco sobre Gringotes, Harry também escuta os boatos de que dragões guardam os cofres de máxima segurança – um boato que ele, mais tarde, atesta como verdadeiro. Entretanto, há muitas outras medidas de segurança nos cofres de Gringotes também. Aquelas que sabemos incluem:





Duendes guardam a entrada de cada porta.



Os cofres se localizam a centenas de quilômetros debaixo da terra e um labirinto de túneis cheios de curvas e cavernas.



Os vagonetes de Gringotes só podem ser controlados por duendes e se movem rapidamente pelas passagens para que os passageiros não tenham tempo de ver o que está em volta.



Chaves são requisitadas para cofres de menor segurança; para cofres de segurança máxima, um duende deve tocar a porta para que a porta se abra e permita o acesso. Se alguém que não for um duende tentasse fazer o mesmo que um duende, “seria engolido pela porta e ficaria preso lá dentro”.



Quando ladrões invadem o banco, a Queda do Ladrão é ativada – uma cascata lava todos os encantamentos e disfarces mágicos, e as vagonetes se jogam para fora dos trilhos.



Os dragões guardando os cofres de segurança máxima podem apenas ser controlados por cêmbalos, que apenas os duendes possuem.



Alguns cofres possuem Feitiço Duplicador e Abrasador adicionados a eles, o que quer dizer que tudo que o ladrão tocar vai se multiplicar e vai ficar quente a ponto de queimar, triturando e fervendo o ladrão à morte.



Objetos dentro dos cofres de Gringotes não podem ser convocados por feitiços.







Fonte:http://www.potterpedia.org/lugares/gringotes

sábado, 1 de outubro de 2011

Hogwarts invade até Minecraft !!!

Olhe só a criatividade, até o Harry Potter entrou no Minecraft!!! =D





































créditos das fotos: Bioamigo







sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Xadrez de bruxo.

Peças de Xadrez encantadas com magia, de modo que sejam “vivas” e possam andar. Assim, jogar Xadrez é parecido com controlar tropas numa batalha. O jogador não toca as peças fisicamente para fazê-las se mover, mas as direciona verbalmente. Isso pode tornar o jogo muito mais difícil, uma vez que as peças podem recusar de se de mexer se elas não confiarem no jogador. É jogado duas vezes no filme Harry Potter e a Pedra Filosofal, uma vez no preparo da festa de Natal entre Harry, e Rony, e outra vez na busca pela Pedra Filosofal entre: Harry,Rony e Hermione, e as peças do jogo.


Clique na imagem acima para ver o ataque das peças.
 










Fonte:http://www.potterpedia.org/itens/pecas-de-xadrez-de-bruxo